6 erros comuns que CEOs cometem sobre design e como evitá-los

6 erros comuns que CEOs cometem sobre design e como evitá-los

Se você não passou por esta situação, já deve pelo menos ter ouvido falar de alguém que enfrentou um problema semelhante: com um trabalho de webdesign ou criação de logotipo contratatos, o prazo acabou atrasando e/ou o orçamento previsto acabou estourando.

Mas há uma situação que talvez seja ainda pior: talvez você não tenha nenhum problema aparente, mas nem imagina quão melhor poderiam ser seus resultados em vendas se o design do seu logotipo ou do seu site fosse realmente bem projetado.

A má notícia? Perda de tempo e de dinheiro é sempre ruim, não é mesmo? Mas a péssima notícia é que isso pode ser culpa sua...

CEOs de companhias de todos os tamanhos e áreas estão sujeitos a estas falhas. Vamos ver como evitar estas situações:

6 erros comuns que CEOs cometem sobre o design e como evitá-los

1 - Achar que design de logotipos e de sites é fácil

É bem comum os clientes requisitarem um site "simples", de 20 páginas, com área restrita para clientes, integração com o sistema da empresa, blog e outros widgets.

Mesmo para a criação de um logotipo, no qual não é requerido todo o trabalho de codificação que existe em um site, há todo um estudo de comunicação, semiótica, gestalt, psicodinâmica das cores e tipologia para que a marca transmita os conceitos adequados sem que nem mesmo seja necessário falar.

Lembre-se: fácil é encontrar alguém que saiba utilizar o computador e os softwares de edição gráfica... Mas conhecimento técnico de design já é outra história...

2 - Envolver todos da empresa no processo

Em vez de reunir toda a equipe em uma sala de conferência para compilar ideias, e depois novamente envolver a todos na etapa de aprovação, prefira o seguinte:

Disponibilize informações como características, diferenciais e objetivos do seu negócio, perfil do seu público, e outras informações que um bom fornecedor vai solicitar em um briefing, e envolva somente quem deve ser envolvido, que normalmente é quem responde pelo marketing e divulgação de sua empresa.

3 - Pensar que design é commodity

Com o advento dos templates para sites, muitos empreendedores passaram a achar que até mesmo a criação de um logotipo é um trabalho barato. Mesmo quando diante de todos os argumentos de um bom fornecedor você optar exclusivamente pelo preço, há uma grande chance de, na verdade, você estar obtendo uma cópia de algo que já existe, ou você vai perder tempo resolvendo problemas.

Para melhores resultados, prefira alguém que vai estudar seu negócio e realmente dedicar tempo e recursos em favor da sua estratégia.

4 - Achar que uma vez feito o site, não há necessidade de manutenção

Enquanto que um logotipo bem feito dificilmente precisará de atualização, com um site é um pouco diferente: há a necessidade de um monitoramento para, caso haja necessidade, atualizar funcionalidades, atualizar a tecnologia utilizada, mantê-lo seguro, entre outros. Além do mais, convém que ele traga informações novas e esteja alinhado com as técnicas de SEO.

5 - Acreditar que qualquer um pode proporcionar uma grande experiência para o usuário

Esta dica é mais focada no design para web: Se criação de sites não é sua área, não pense que seu funcionário que tem facilidade com informática ou seu sobrinho vão pensar em todos os detalhes de usabilidade e interface.

Vamos comparar com outra área: é mais vantajoso pagar honorários para seu escritório contábil do que cursar contabilidade, fazer cursos, acompanhar a legislação contábil e fazer sua própria contabilidade, certo? Além do mais, o tempo que você gastaria fazendo tudo o que diz respeito à contabilidade lhe rende muito mais se for focado no que é a sua verdadeira área de atuação.

Da mesma forma que você deixa a contabilidade com especialistas, vale o mesmo para o design.

6 - O logotipo e o site são seus, então você dita o design

É um desejo natural do ser humano que cada um queira as coisas do seu jeito. Infelizmente (ou, na verdade, felizmente), a menos que você seja designer, é bem provável que não seja um trabalho para você. Lembra do conhecimento técnico que listamos no primeiro tópico, acima? Então, aproveite as dicas quando o designer disser, por exemplo, que azul marinho não vai dar leitura em cima de um fundo escuro ou que a fonte Comic Sans não passa a seriedade que um escritório de advocacia precisa. 

Acredite: é bem melhor você escolher um fornecedor no qual você confie. Um bom fornecedor vai fazer o melhor para transmitir sua visão para seu público, convertendo mais clientes, pois ele já faz tudo conforme as melhores práticas.

Independentemente de quanto você pode investir, nenhuma quantia pode ser desperdiçada. Faça valer o investimento e obtenha melhores resultados.

Postado por Eduardo Lara
Compartilhe:

Confira mais posts