5 sintomas de um website doente

5 sintomas de um website doente

Seu site é o coração do corpo digital da sua empresa. Negligenciar certos sintomas pode agravar seriamente a saúde dos seus negócios. Veja para quais sinais ficar alerta:

5 sintomas de um website doente

1 - Depressão por não aparecer nas buscas
Quando você procura por palavras relacionadas aos seus produtos e serviços o seu site aparece? Não? Infelizmente, este problema é mais comum que o esperado. É uma verdadeira epidemia! Mesmo para profissionais da área não é uma tarefa simples estar a par dos critérios dos buscadores e fazer seu site de acordo. Imagine se você fizer seu site por conta própria.
E agora, uma das coisas que conta para o site aparecer nas buscas do Google é o design responsivo. O que nos leva ao próximo sintoma.

2 - Infecção de design não-responsivo
Quando o internauta encontra seu site, nem tudo está garantido. O design precisa passar as impressões certas. E a experiência do internauta será muito mais agradável se o seu site tiver o chamado design responsivo, que faz o site adaptar-se ao tamanho da tela do computador, tablet ou celular. Não corra o risco de um possível cliente acabar abandonando seu site por precisar usar rolagem lateral ou ter dificuldade em ler as informações.

3 - Paralisia por navegação lenta
Este problema de saúde pode acontecer com seu site tanto por uma codificação mal feita quanto por uma hospedagem que não dá conta de processar o volume de informações. O caso é ainda mais grave quando os dois problemas ocorrem juntos.

4 - Anemia por falta de divulgação
Se você não investe em links patrocinados (sejam eles dos buscadores ou das redes sociais), para evitar esta anemia, você deve, pelo menos, compartilhar o conteúdo do seu site nas redes sociais e trocar posts com blogs relacionados aos seus produtos e serviços. Há diversas formas de conseguir divulgação sem precisar investir dinheiro.

5 - Síndrome de conteúdo desatualizado
Este sintoma se manifesta quando o internauta, por mais que já conheça seu site, deixa de visitá-lo pelo fato de não encontrar novidades. Por não mais encontrar conteúdo útil, os internautas deixam de se transformar em clientes.

A boa notícia? Todos os problemas acima podem ser tratados ou até mesmo prevenidos! E para sites, assim como para a nossa saúde, a prevenção custa mais barato que o tratamento.

Que tal uma consulta com um médico especialista? Solicite sem compromisso uma prescrição para a cura do seu site.

Postado por Eduardo Lara
Compartilhe:

Confira mais posts